terça-feira, 23 de junho de 2015

Projeto de interculturalidade

Foi desenvolvido a partir da história “Dançar nas nuvens”, com o objetivo de valorizar e respeitar a diversidade de culturas.


 As crianças realizaram colagens inspiradas na história.


             



  • Os pais partilharam alguns materiais/objetos africanos.
  • Os utentes do lar de Almoster, que é gerido pela avó de uma criança da sala, construíram a menina africana, personagem da história que serviu de suporte a este projeto, 


 

  •            Integramos a visita realizada ao jardim zoológico neste projeto.
  •       As crianças criaram animais a partir de materiais naturais;
  •       Fomos ao pinhal recolher materiais, folhas, pinhas, ramos, e com eles criamos os animais.

          


  •      Visualizamos ambiente natural de alguns animais, savanas e floresta.  Para esta temática dos animais da selva, pesquisamos canções e danças africanas, a escolhida pelo grupo foi “Jambo Bwana “.
  •          Pesquisamos alguns aspetos da  cultura africana: Observamos adereços africanos, padrões de vestuários, colares e brincos. 
      Construímos vestuário, as capulanas, vários acessórios e adereços, para apresentar no festa final de ano aos pais e comunidade educativa, as canções africanos que aprendemos,.          



domingo, 21 de junho de 2015

Visitamos as hortas dos avós

Em maio, desenvolvimento dos nossos projetos e atividades em interação com a comunidade e o meio envolvente, de forma a enriquecer as aprendizagens.

 Observamos identificamos as plantas da horta e também vimos os animais...


Ainda houve tempo para nos refrescarmos...com o calor que estava soube mesmo bem!


 Diariamente cuidamos das nossas plantas e flores.






terça-feira, 16 de junho de 2015

Semeamos ervas aromática

Em Maio: Observamos várias sementes de grão, feijão e de ervas aromáticas.
Algumas sementes são parecidas, têm a mesma cor e tamanho, outras são muito diferentes.


 Observar...  As sementes de grão e feijão já estão a germinar

As outras sementes também já germinaram.


quarta-feira, 20 de maio de 2015

Visita ao jardim zoológico

 Esperamos com grande entusiasmo por este dia.
O Tigre

Ficamos fascinados com o tigre a trepar pelo tronco.

O Rinoceronte



Os Elefantes

Os Flamingos
O Urso

Os macacos

 A pausa para o almoço... Soube mesmo bem!!!

As tartarugas

O espetáculo dos Golfinhos e Focas - momento mágico


video



video

terça-feira, 19 de maio de 2015

Veado Florido

Uma história muito bonita sobre a liberdade, a proteção e defesa dos animais.
A história foi contada às crianças, refletimos e partilhamos ideias importantes.
Observamos dois personagens, a borboleta e o veado florido.
Proposta lançada ao grupo: criar um animal fantástico

Noutro momento utilizamos a luz negra para observar estes personagens e os animais fantásticos, mas um pouco esquisitos, que inventamos: aves com orelhas coelho, crocodilo com carapaça do caracol, girafa com asas de borboleta, elefante com riscas de zebra, galinha com cabeça de coelho, crocodilo  com cauda de esquilo...
As crianças criaram os animais com  materiais florescentes para ser visível na luz negra.


http://www.kizoa.es/Movie-Maker/d20795645k8719302o1l1/animais-fantsticos

O miminho para as Mães

Pintamos uma bolsinha para as coisas das mães.





Que bem que ficaram!!!

Falamos sobre as mães e das coisas que gostamos de fazer com elas.
Fizemos lindos desenhos das mães...
Aqui fica o registo.

quarta-feira, 13 de maio de 2015

A natureza inspira-nos


  • Na sala realizamos desenhos que integraram as vivências e aprendizagens. Desenhamos flores diferentes…

Fomos descobrir a da obra de Claude Monet.

                                      “Pinto como um pássaro canta.”



Claude de Monet nasceu  em França, no ano de 1840.
Os seus quadros são como breves "impressões".
Gostava de pintar a natureza ao ar livre, em vários momentos do dia, para captar os efeitos da luz e do tempo. Faleceu em 1926 com uma obra reconhecida mundialmente.



Inspirados em obras deste artista, criamos as nossas com muito entusiasmo.
Aqui fica o registo do nosso trabalho.